Configurando um CDN com o serviço Amazon CloudFront

Para quem ainda não conhece, a Amazon AWS é um serviço da Amazon que oferece uma lista enorme de produtos na Nuvem disponíveis no mundo todo, como servidores virtuais, armazenamento de objetos, banco de dados, DNS, IoT, Machine Learning, entre outros.

O texto de hoje vai mostrar como você pode configurar o serviço Amazon CloudFront para disponibilizar um CDN (content delivery network).

Segundo definições da Amazon:

O Amazon CloudFront é um serviço de rede de entrega de conteúdo (CDN) global que acelera a distribuição do conteúdo de sites, APIs, vídeo ou outros recursos da web. Ele se integra a outros produtos da Amazon Web Services para oferecer aos desenvolvedores e às empresas uma maneira fácil de acelerar a entrega de conteúdo para usuários finais, sem compromisso mínimo de utilização.

Mas, por que isso é importante? Existem diversas razões para se justificar o uso de um CDN, mas eu vejo como a principal delas: Aumentar a experiência do usuário promovendo disponibilidade e velocidade (redução da latência) no carregamento dos objetos, e você deve concordar que isso é muito importante.

E embora eu considere extremamente importante, não encaro como uma regra. Você pode entregar um projeto rápido sem a utilização do mesmo, mas em boa parte dos casos provavelmente ele seria ainda mais rápido se o utilizasse. Então, se você está trabalhando em um projeto com tráfego intenso, um projeto de missão crítica e/ou esteja preocupado em entregar a melhor experiência para os seus usuários, o uso do CDN é indicado para você.

E claro, para extrair o máximo de performance, você precisa combinar o uso do CDN com a otimização do seu código front-end, como redução de requests HTTP, minificação de CSS/JS, otimização de imagens, evitar bloqueio de renderização, utilizar cache, prefetching, compressão Gzip…  mas isso é assunto para outro texto.

Sem mais delongas, anota a receita aí. Você vai precisar?

  1. Uma conta na Amazon Web Services.
  2. Um servidor de origem. Vamos utilizar o Amazon S3.
  3. Uma distribuição Amazon CloudFront para registrar seu servidor de origem.
  4. Pronto!

Passo 1

Quem ainda não tem uma conta na Amazon AWS, pode aproveitar o nível de uso gratuito por 12 meses.

Passo 2

  • Criar um bucket no Amazon S3. Selecionamos a região São Paulo porque queremos otimizar a latência, então escolhemos a região mais próxima.

cdn-step-2a

  • Fazer o upload do arquivos.

  • Conceder permissão pública para o arquivo marcando a opção Make everything public.

cdn-step-2c

Passo 3

  • Clicar em Create Distribution e selecionar o método Web.

cdn-step-3a

  • Selecionar seu bucket no campo Origin Domain Name. Deixe todas as outras opções com o valor padrão. Dica: na seção Distribution Settings você poderia informar um CNAME para customizar a URL do seu CDN.
  • Clicar em Create Distribution.
  • Aguardar a coluna status mudar de In Progress para Deployed, isso costuma levar cerca de 15 minutos.

cdn-step-3b

Passo 4

É isso ai pessoal, espero ter ajudado. Se tiverem alguma dúvida é só me enviar uma mensagem.

Até a próxima!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *